segunda-feira, 14 de julho de 2008

Entendê-las?

Elogio de menos é insensibilidade.
Elogio demais é chantagem emocional.

Ciúme de menos é indiferença.
Ciúme demais é doença.

Atenção de menos é indiferença
Atenção demais é prisão.

Liberdade demais é indiferença.
Liberdade de menos é insegurança.

Palavras duras de menos é indiferença.
Palavras duras demais é desequilíbrio.

Cuidado de menos é indiferença.
Cuidado demais e sufocante.

Ouvir de menos e indiferença.
Ouvir demais é ser omisso.

Perguntar de menos é indiferença.
Perguntar demais é bisbilhotice.

Querer sexo de menos é ser indiferente. (ter uma amante).
Querer sexo demais é ser um tarado que só pensa naquilo.

Presente de menos é indiferença.
Presente demais é sempre de menos.

Dinheiro de menos é indiferença.
Dinheiro demais é prova de amor eterno.


Não percas tempo a tentar entender as mulheres!
Eu desde que soube, aliás, que brinco com elas e gostam, brincadeiras com as palavras, apenas com as palavras mas que chegam a ser obscenas e tudo mais...enfim! Mais, brinco com o facto de criticá-las forte e feio e gostam, então a cena de "não comas isso que estás gorda" ou "espeto-te o aspirador e faço-te já uma lipo" ou ainda "está calada, tu antes de falar comigo lava essa boca" e riem-se e o Dioguinho (nome mesmo rabixa) continua a ser o brincalhão que elas gostam... Nunca tal pensei mas lá está, entendê-las? Como?
Um dia querem isto, no outro aquilo! Mas eu detesto é uma coisa que todas mas todas pensam: pensam que nós homens adivinhamos as coisas! Podem querer algo, não dizem nada e nós é que temos de adivinhar! rrrrrrrrrrrrrrrr
E mais, têm o dom de actrizes, é cada papel que desempenham...são natas nisto!
Eu falo em raparigas decentes, não estou a falar de pitalhada dos dias de hoje, falo em pessoas maduras!
Adiante, podem querer muito uma pessoa e demonstrar? Chegam a nem demonstrar nada, é a tal coisa, pensam que adivinhamos! Também pode ser o contrário, gostarem e demonstrarem e nós nada mas isto depende para que lado estamos abertos.
Mas entre elas é engraçado, falam de tudo! Com algumas claro, todas têm aquela amiga especial ou aquela amiga de momento, xibam-se todas de tal maneira porra...e depois há outras que se apercebem e ficam lixadas com isto. Entendam-se...

Eu já desisti há algum tempo de entender este espécime raro, não virei para o outro lado nem fiz voto de abstinência mas vivo o dia-a-dia sem me chatear com merdices...sejam um pouco mais masculinas, pão pão, queijo queijo...mandem um berdoada em alguém e nada do habitual mal falar nas costas ou rancôr. E muito mais haveria a dizer mas não saía daqui tão cedo!

Ah mas muita atenção, eu adoro-vos (uma no cravo, outra na ferradura) :)

2 comentários:

Marta disse...

Depois de ler o que escreves-te só consigo pensar que o problema é mais teu do que propriamente das mulheres... estás a dar importância ao que não é importante. É tudo uma questão de equilibrio. Esta é a chave!

Diogo Almeida disse...

Se é só meu então nós homens estamos todos errados, é que o que escrevi é imediatamente bem interpretado por um homem!

Mas atenção, alguns parágrafos são em jeito de ironia e até hipérboles, este tópico sobre as mulheres vêm em consequência de uma noite deste fim de semana, na qual recebi informação in-loco sobre alguns aspectos femininos e sinceramente entender certas coisas é complicado...

Mas claro que o fundamental é o equilíbrio, concordo contigo a 100%.